Off road: conhece o famoso “Zequinha”?

zequinha
4 minutos para ler

Se você está lendo este artigo, certamente gosta de off road ou já fez alguma viagem desse tipo e gosta de ficar antenado com todas as informações possíveis, acertamos? Agora me diz uma coisa, conhece o famoso Zequinha?

Para os veteranos, pode parecer algo simples, mas para os novatos é muito importante. Diariamente, nós do Território Amarok recebemos dúvidas em relação a off road e viagens, uma delas é a famosa: Posso ir para a trilha sozinho?

A nossa resposta é: Não. Você nunca deve fazer uma viagem off road sem companhia, o ideal é sempre ter a companhia de mais um veículo 4×4 além disso o condutor nunca deve ir sozinho no carro. Vamos te explicar o porquê.

Continue a leitura e descubra o que fazer para uma aventura 4×4 com segurança.

Dica para iniciantes

A nossa primeira dica é a seguinte: nunca vá para uma trilha ou aventura off road sozinho! Mesmo que você se sinta seguro em realizar o seu passeio e que conheça o caminho, ir acompanhado é a melhor opção!

No off road há grande possibilidade de mudança de terreno é constante, ou seja, aquele caminho que você conhece pode sofrer alteração.  Pode cair uma árvore, aparecer uma erosão, terreno diferente de quando a estrada foi visitada anteriormente. Com isso, existe a possibilidade de encontrar obstáculos onde o sem ajuda, talvez você condutor, não consiga passar. É aí que entra o famoso “Zequinha”.

“Zequinha”

Zequinha

Zequinha é um apelido carinhoso, na linguagem off road, dado para a pessoa que acompanha o condutor.  Ele é o responsável por auxiliar na navegação, nos cuidados com o carro e é aquela companhia que vai descer do veículo 4×4, avaliar o terreno (alagados, barro, lama, buracos, subidas e descidas) e te ajudar na passar. Além de ser responsável por todas essas coisas, o Zequinha também é responsável por abrir porteiras e por auxiliar o condutor.

Encarar uma erosão por exemplo, pode ser um grande problema se você estiver sozinho, agora se estiver com um Zequinha fica bem mais fácil. Ele vai te conduzir pelo caminho certo, pois a visão que temos de entro do carro é limitada, muitas vezes não conseguimos enxergar uma pedra. E já pensou na dor de cabeça que vai ser trocar um pneu ou furar um radiador? O auxílio externo é super importante na transposição de terrenos irregulares e obstáculos.

Segundo veículo

Zequinha

Além do Zequinha, o segundo veículo é extremamente importante em diversas situações, como por exemplo: não conseguiu cruzar um atoleiro, e agora? É hora do resgate off road, mas fique tranquilo, um resgate não é sinônimo de acidente, mas sim uma situação em que você precisa de um auxílio externo.

Para você iniciante, é importante começar suas aventuras off road com pessoas veteranas no assunto e com veículos de apoio mais preparados. Nesta situação cabe ao mais experiente avaliar o terreno e definir a melhor estratégia de resgate e quais equipamentos usar.

Uma viagem off road é muito prazerosa, queremos que você aproveite e muito, e para isso é muito importante que o condutor e o Zequinha saibam realizar as funções para que vocês façam um trajeto tranquilo e muito divertido. Trabalho em equipe!

Já pensou fazer uma viagem off road e ter que cuidar de tudo isso estando sozinho? Não é seguro e nem aconselhável. Por todos esses motivos que citamos nós aconselhamos a sair sempre acompanhado do seu navegador ou Zequinha(s) e de mais um veículo 4×4, dessa forma, sua aventura será divertida segura.

Queremos saber qual foi a sua última aventura e como o Zequinha se saiu. Conta para nós aqui nos comentários 🙂

Aproveite e confira vídeos inéditos em nosso canal no YouTube!

Até mais!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Off road: conhece o famoso “Zequinha”?

  1. Olá pessoal!
    Eu fui Zequinha por um dia, uma tarde, diga-se.
    Após o evento escrevi ” Lamurias de um Zequinha”. Foi publicada na Revista Of Road de Curitiba.
    Estava no Google. Por alguma razão não encontrei mais.
    Vou enviar para vocês. Espero que gostem.
    Tonaré Safira ( Renato Farias)

Deixe um comentário

-