Câmbio manual e automático: entenda as diferenças entre eles!

câmbio
7 minutos para ler

As diferenças entre câmbio manual e automático podem parecer evidentes para os motoristas. Olhando para o assunto com atenção, porém, frequentemente passam despercebidos alguns detalhes que distinguem com maior propriedade as diferenças entre as duas opções.

A priori, câmbios manuais, como o próprio nome diz, efetivam a opção de troca de marcha manualmente pelo motorista, enquanto carros automáticos fazem cálculos de acordo com a velocidade do carro para definir o momento da troca de forma automatizada, sem necessidade de qualquer ação mecânica do condutor para esta finalidade.

Mas não para por aí. Você sabia que existem hoje no mercado opções sofisticadas para o motorista se aventurar por um câmbio de oito marchas? Continue a leitura para saber mais.

Câmbio manual

Muito bem visto por fanáticos em manter o controle do câmbio do veículo. Sua definição é a de manter a opção da troca de marcha pelo condutor, que mede a necessidade conforme o desafio. Um ladeira, por exemplo, pedirá marchas mais fortes, começando pela terceira, segunda ou até mesmo primeira. Estradas vão bem com a quarta marcha em diante.

Em resumo, o motorista faz esse tipo de escolha, sentindo a necessidade do carro conforme os desafios diários. Por esse motivo, de manter o controle, esse tipo de câmbio encontra grandes defensores e entusiastas do modelo tradicional da troca de marchas. Esse modelo é muito popular na Europa e em toda a América do Sul, não só aqui no Brasil.

Câmbio automático

Certamente uma evolução do câmbio manual, podendo ser relacionado diretamente ao conforto do condutor do veículo. Neste modo de câmbio as trocas de marchas são feitas automaticamente. Assim, o pedal da embreagem é extinto, permitindo que o pé esquerdo do motorista fique sempre livre, uma tarefa a menos, possibilitando que o condutor possa se concentrar no trânsito.

Como toda sofisticação, a melhoria vem com acréscimo do conforto de ter que se preocupar com um elemento a menos, ganhando ainda inovações e melhorias de desempenho, economia de combustível e potência do veículo. É o modelo mais comum em países como os EUA e o Japão.

Diferenças cruciais

Estabelecemos que em resumo uma diferença crucial separa o câmbio manual e o automático: o primeiro permite a troca de marchas feitas manualmente e à revelia do condutor, enquanto o câmbio automático realiza a mesma troca automaticamente ou com automatização parcial.

Mais detalhadamente, a dispensa do pedal de embreagem nos modelos automáticos ocorre devido a um sofisticado sistema de transmissão do próprio veículo ,que realiza a troca de marchas por meio de uma inteligência mecânica. Isso significa na prática que o sistema mede a velocidade do carro e fornece a mudança de câmbio da melhor forma possível para a própria integridade do automóvel. No método manual, quem deve fazer esse cálculo complexo é o condutor, não a máquina.

Vantagens e desvantagens

câmbio

Por se tratar de uma tecnologia anterior à do câmbio automático, o câmbio manual por vezes está presente em modelos populares ou com menor custo, entre novos e usados. A economia na aquisição pode ser compensada pelo modelo mais simplista e tradicional de transmissão.

Um outro fator que ainda pesa na hora da escolha de qual levar para casa é a predileção de alguns pelo controle manual do veículo e a possibilidade de pode calcular as trocas de marcha conscientemente. É uma questão de gosto!

Cuidados e manutenção

Para o fator economia na hora da manutenção, as duas opções empatam tecnicamente. Enquanto o câmbio manual apresenta um valor consideravelmente menor que o automático neste quesito, sua durabilidade é também sensivelmente menor que a de um câmbio automático — que raramente sofrerá danos durante a vida útil de um veículo com manutenção em dia, já que as trocas de marchas tem chances infinitamente menores de erros nas passagens.

Vale ressaltar também que na escolha do câmbio manual, a vigilância do uso cotidiano é altamente recomendada. Insistir em erros de troca de marchas ou mesmo em trocas apressadas e feitas da forma incorreta pode desgastar o sistema de transmissão do veículo.

territorio amarok youtubePowered by Rock Convert

Na cidade ou na estrada

O câmbio automático é recomendado para todo tipo de estrada e situação. Apesar de mais simplório, o câmbio manual apresentará boa comodidade para o motorista em certas ocasiões; em outras nem tanto.

Na cidade, tendo em vista o grande número de interrupções com congestionamentos, semáforos, rotatórias e coisas do tipo, o câmbio manual exige muito do condutor devido a necessidade constante de troca de transmissão. Na estrada, onde as trocas de marchas são menos frequentes, há um alívio para a prática manual.

Câmbio automático Amarok 8 marchas

Uma vantagem considerável do câmbio automático é a possibilidade de extrapolar o comum. Para amantes de potência, sofisticação e comodidade, existem modelos que extrapolam (e muito!) as maravilhas de conduzir um carro.

Para os amantes do off road, de viagens e expedições, a Volkaswagen Amarok com câmbio automático de 8 marchas é o pioneirismo que o motorista pediu para os céus. A primeira na categoria a ostentar essa inovação.

Enquanto outro picapes do segmento oferecem 6 marchas, a Amarok na versão 8 marchas disponibiliza benefícios que influenciam diretamente no conforto da direção, passando pela economia de combustível, chegando na longevidade de impulsionamento e potência em longas viagens. Representa, resumidamente, o conforto que você sempre procurou em todo tipo de viagem.

Câmbio e direção

A escolha do câmbio define padrões e resoluções quanto à segurança e conforto dos motoristas e passageiros, mas também podem representar uma questão de preferência. Escolher a hora da troca de marcha em um câmbio manual, por exemplo, pode ser uma predileção tradicionalista ao movimento.

Câmbios automáticos, por outro lado, podem ser uma opção para permitir ao motorista a chance de cometer menos erros, se preocupar menos com tecnicalidades como controle de embreagem, além de uma preservação natural do veículo por causa da inteligência de automação.

Experiência do condutor

De toda forma, a escolha certamente influencia na experiência diária do motorista. Do saudosismo ao conforto do contemporâneo, cada um tem uma opinião sobre qual é o câmbio ideal conforme as suas predileções.

Amantes de longas expedições e aventuras off road tendem a optar por câmbios automáticos. Carros em suas linhas de maior sofisticação tendem a contar geralmente com o sistema automatizado. Para veículos esportivos, opiniões se dividem entre os amantes do jeito tradicional de transmissão e os interessados em conforto e comodidade automatizados para as manobras.

E você, está no time do câmbio manual ou do câmbio automático? Você se considera um amante do controle total da transmissão ou prefere a automatização? É importante se inteirar antes de escolher!

Quer saber mais sobre câmbio automático? Temos um artigo detalhando e explicando todos os modelos, clique aqui .

Aproveite e confira nossas dicas em nosso canal no YouTube!

Até breve!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-