Chapada Diamantina: confira quando ir e o que fazer lá

6 minutos para ler

Localizada no coração do estado da Bahia, a 430 quilômetros da capital Salvador, a Chapada Diamantina é um dos lugares mais exuberantes do mundo e um dos mais procurados no Brasil pelos amantes de turismo de aventura.

Com uma incrível extensão que passa dos 40 mil quilômetros quadrados, o Parque Nacional da Chapada Diamantina engloba 24 municípios, sendo sua principal base a cidade de Lençóis. Em 1985, o lugar passa a receber os cuidados e a proteção da categoria de Parque Nacional — fornecendo a infraestrutura necessária para uma viagem agradável a toda a família e aos aventureiros.

Um verdadeiro paraíso para os aficionados pelas práticas do off road e um destono incrível para expedições. Quer saber mais? Fique conosco!

Como chegar

Depende! Se você busca praticidade, voe. Mas se você está buscando desbravar o Brasil, como nós, a escolha é a de encarar a estrada e viajar de carro no melhor estilo aventureiro, desbravando as belezas locais. Um deleite para os apaixonados por carros 4×4 e off road.

De avião

O aeroporto mais próximo que recebe voos para a visitação da Chapada Diamantina é o Aeroporto de Lençóis, mas é um aeroporto pequeno e as passagens são mais caras. É possível planejar a viagem para um dos dois voos semanais que saem de Salvador. Se você quer conhecer um pouco mais da Bahia, opte por um voo para Salvador – melhores tarifas, e alugue um carro, contrate um serviço de transporte ou pegue um ônibus com destino a Lençóis.

De carro

chapada diamantina

Além de uma economia, principalmente para os que planejam viajar com a família, ir de carro à Chapada Diamantina significa criar uma dessas experiências inesquecíveis. A viagem pode ser planejada saindo de todo o Brasil, mas existe sempre a opção de começar por Salvador.

Saindo de Salvador, é preciso pegar o acesso para a BR 324 até Feira de Santana. Estando na rodovia, é hora de ficar atento para pegar o entroncamento com a BR 116. Logo depois é a vez da BA 052, indo até o município de Ipirá, por sua vez até a saída para a BA 233 com direção a Itaberaba. Por fim, o acesso a BR 242 até a entrada de Lençóis, localizada na BA 144.

Saindo de São Paulo capital, reserve pelo menos dois dias para chegar a Lençóis. Se você for direto, faça uma parada para dormir em Montes Claros/MG, no dia seguinte, vá para Brumado/BA para um almoço rápido e então Lençóis. As estradas são relativamente boas, mas há grande tráfego de caminhões.

Para evitar erros, garanta sempre estar em posse de aplicativos de navegação, o sinal de celular é bem complicado nessa rota.

Características do paraíso

O local apresenta turismo durante todo o ano, com destaque para os feriados e período de férias. Agosto costuma ser bem cheio também. Os turistas são atraídos pela beleza única do lugar presente nos paredões que formam a Chapada.

Clima

De novembro até março, a Chapada Diamantina geralmente apresenta um clima quente e úmido, com presença de chuvas e temperaturas elevadas. De maio a setembro, o tempo é mais seco e temperaturas mais moderadas.

Vegetação

A vegetação é das mais variadas, desde as matas frondosas de escarpas orientais, passando por cerrados e campos pediplanos centrais, chegando às caatingas das serras ocidentais. Tudo isso torna a Chapada um verdadeiro paraíso de diversidade ecológica.

Lista de destinos da Chapada Diamantina

O Parque Nacional da Chapada Diamantina apresenta uma extensão de 1.521,41 quilômetros quadrados. Isso significa que há muito o que conhecer na localidade, e aqui vão algumas dicas do que você não pode deixar passar. Confira!

Morro do Pai Inácio

chapada diamantina

Para muitos, é o principal cartão postal da Chapada, além de certamente um dos destaques da Bahia. A caminhada até o cume dura apenas 20 minutos. É possível ir de carro até o estacionamento antes de enfrentar 300 metros de morro íngreme com o objetivo de encarar a famosa vista da Chapada. O pôr do sol á e de tirar o fôlego!

Cachoeira Poço do Diabo

Uma das mais de 360 cachoeiras da localidade, a Cacheira Poço do Diabo é um desses achados onde não há placa de aviso. A caminhada até o local é de apenas 15 minutos desde a estrada. Vale a pena se informar na cidade sobre o trajeto. Perfeito para praticantes de esportes outdoors, como rapel e tirolesa.

Vale do Capão

Trilha para os bravos aventureiros, o Vale do Capão apresenta uma vista incrível da estreita queda d’água por entre uma abertura do paredão: a Cachoeira da Fumaça. A caminhada pelo Vale é desafiadora durante as 2 horas de duração, pelo solo regular e falta de sombra. A vista vale à pena, então, se for encarar, busque se preparar antes.

Gruta Torrinha

Certo preparo físico é preciso para enfrentar os blocos estreitos de rocha, bem como agachar-se até os espaços com helictites – formações minerais muito delicadas, além de um conjunto de 60 metros de estalactites no percurso.

Cachoeira dos Mosquitos

A Cachoeira dos Mosquitos faz parte de um combo turístico, já que fica bem próxima à Serra das Paridas — lugar que hospeda três sítios arqueológicos onde pinturas rupestres se encontram conservadas. Para chegar até a cachoeira, o caminho dura apenas 15 minutos a partir estacionamento próximo ao local. Se você é fanático por off road, é hora de testar seus pneus 4×4 em busca dessa aventura.

Gruta da Pratinha

chapada diamantina

Um dos acessos para a Gruta da Pratinha é feito do jeito mais radical imaginável: de tirolesa. Há também uma pequena trilha no local para a caminhada. Ambas as formas de acesso findam em um rio de água clara e azulada que vem de dentro da gruta.

Poço Azul (Andaraí)

O nome define a mágica do lugar. O poço de azul cristalino brota de dentro de uma caverna, conferindo uma experiência única, principalmente no espaço de uma hora no começo da tarde, quando raios de sol iluminam a água do poço, revelando suas profundezas rochosas.

Então, ccomo já deu para perceber, a Chapada Diamantina é um paraíso com dezenas de possibilidades de visitação e milhares de sensações. Para conhecer devidamente o local e suas surpresas, é necessário contar com um ótimo preparo de viagem.

Para isso, equipes especialistas em expedições estão prontas para receber os interessados em viver essa aventura inesquecível. Quer saber mais sobre aventura off road? Visite nossa galeria de e-books e aprenda mais sobre 4×4.

Mas não se esqueça de se inscrever em nosso canal no YouTube e conferir dicas exclusivas!

Até breve e boa viagem!


Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-